Depois de dar entrada nos hospitais de Santo Antonio de Jesus e PTN, mulher perde o filho e hoje busca uma resposta.


O casal, Crispim Oliveira Miranda, 26 anos e Dulcilene Santos Neves, 26 anos, vivem um drama que jamais pensou que passariam por uma situação parecida, perderam o filho ainda no ventre da mãe e hoje buscam justiça e explicações sobre o caso.

O site ptn news entrou em contato com ambas as partes (família e Hospital para que você leitor possa entender essa situação).

Entenda.

Deu entrada no Hospital e Maternidade Luiz Eduardo Magalhães na tarde da última sexta-feira, dia 23/09, por volta das 13 horas a então gestante Dulcilene, segundo o que a família relatou ao PTN NEWS, a mulher vinha sentido dores constantes, é tanto que na última terça-feira, dia 19/09, deu entrada no hospital local e após aguardar a regulação foi encaminhada para o Hospital Luiz Argolo, em Santo Antônio de Jesus. Segunda a família, a mulher foi atendida e medicada, já na quarta-feira, dia 20, foi realizado avaliação medica, que segundo os médicos a mulher não estava em trabalho de parto, o que contradizia Dulcilene, uma vez que nas contas dela, ela teria o seu filho até o dia 18. Os médicos deram alta e ela voltou pra casa para casa em Presidente Tancredo Neves.

Porém, na sexta-feira, ao sentir fortes dores e dar entrada no hospital em PTN, a mulher novamente foi atendida e segundo o que contou a família a médica plantonista realizou a avaliação (foi feito o toque), e em seguida foi feito a transferência da paciente para o Hospital Luiz Argolo, em Santo Antonio de Jesus. Só que, seguindo avaliação dos médicos do hospital em SAJ a criança já chegou sem sinais vitais. Foi aí que gerou uma revolta por parte dos familiares, onde foram feitos vídeos e postagens nas redes sociais que acabou comovendo a sociedade tancredense com este triste caso.

Segundo a família, foi feito todo o acompanhamento do pré-natal e que tudo transcorreu bem, a criança nasceu com mais de 6 KG.

Edinei Menezes, diretor do Hospital de PTN, que foi apresentando recentemente ao cargo, disse que estará verificando os fatos nessa semana para dá uma resposta com fundamento a população, mas de antemão, o diretor disse que está coberto, que a sua equipe médica fez todos os procedimentos como pede o protocolo.

Uma coisa se tem certeza, o sonho de um casal foi interrompido, é preciso punição nos culpados!

PTN NEWS*


publicidade