Prefeitura de Gandu é alvo de Fake News (Notícia Falsa) sobre compra de fogos para o réveillon 2017.


A prefeitura de Gandu afirma para toda a comunidade que a notícia veiculada em um blog, a respeito da compra de fogos para o réveillon 2017 é falsa e não condiz com a realidade dos fatos.

É importante destacar que os produtos ou serviços prestados a prefeitura só podem ser liquidados “pagos” após a devida utilização do produto ou prestação do serviço. Desta forma, em outubro do ano de 2017 a prefeitura celebrou um Contrato para compra de fogos, para diversos eventos do município, com o vencimento para o dia 06 de dezembro. A licitação foi realizada em modelo de Registro de Preço, ou seja, a Prefeitura compra e paga na medida que utilizar o produto ou serviço.

Portanto, se não houve queima de fogos no réveillon, consequentemente não pode existir pagamento deste produto.

Esta liquidação de contrato, ao qual o blog se refere, é referente aos fogos utilizados na EXPOGANDU, realizado nos dias 05, 06 e 07 de outubro de 2017, sendo pagos após a sua utilização.

O Governo optou por não comprar fogos para oréveillon, pois, existiam outras demandas com prioridade maior, a exemplo da Ornamentação de Natal, Antecipação do 13º Salário e do Salário de dezembro dos Servidores Municipais com o objetivo de movimentar o comércio local, como também a compra e distribuição de nove mil (9.000)kg de frango para a ceia de Natal das famílias mais carentes, dentre outros.

O que está ocorrendo na realidade é uma clara e frustrada tentativa de manchar a imagem do governo que vem realizando uma gestão inovadora, espalhando assim, notícia falsa e infundada a seu respeito.

A Prefeitura reitera ainda, que não fez qualquer declaração a nenhum órgão de impressa sobre o assunto e informa a todos que o único departamento do Governo que está autorizado a emitir declarações oficiais é a Assessoria de Comunicação, cujo o titular é Uesque Silva.

A Prefeitura reafirma que não houve compra de fogos para o réveillon 2017 e esclarece que todas as notas, despesas e faturamentos estarão disponíveis no portal da Transparência e no TCM.

O setor jurídico da prefeitura já está tomando as devidas providências cabíveis.
A Prefeitura se coloca à disposição para quaisquer esclarecimentos que se façam necessários.

ASCOM/PMG


publicidade